Coaching Cristão Esboço de Pregação Liderança Cristã Maria Angélica Nascimento

Reforma protestante 500 anos – entenda

Para comemorar esse evento histórico preparei um resumo organizado numa linha do tempo com as principais datas e indicações de filmes que retrataram a vida de vários reformadores e nos inspiram até hoje.

Linha do tempo da história da Reforma Protestante e filmes inspiradores

Se você não entende algo ou não conhece como irá valorizar? Você valoriza a Reforma Protestante?

Hoje, 31 de outubro de 2017, comemoramos 500 anos da reforma protestante. Porém, muitos cristãos protestantes não conhecem o contexto histórico e a importância dos eventos que aconteceram depois de 1517 e que impactaram não só a Igreja como toda a sociedade.

Confira! 🙂

Pré reformadores

·         John Wycliffe

John Wycliffe nasceu em 1328. Pregava o retorno dos princípios pregados pelos primeiros evangelistas, como a pobreza e a distribuição da riqueza para os pobres. Defendia que o poder da Igreja deveria ser limitado às questões espirituais e que o poder do Estado deveria ser exercido pelo rei.

Filme recomendado: John Wycliffe – estrela da manhã

75 min – Produzido pela Kerygma em 1984.

Assista on line aqui.

 

 

 

 

 

 

·         John Huss

John Huss nasceu em 1369. Huss se ocupou em criticar duramente os escândalos de inúmeros clérigos, e chegou a afirmar que ninguém é representante de Cristo se não imitar os seus costumes, além de criticar a venda de indulgências e a hierarquia religiosa. John Wycliff acabou excomungado e Huss foi queimado vivo em 1415.

Filme recomendado: John Hus

55 min – Lançado em 1977. Assista on line aqui.

 

31 de outubro de 1517 – Data oficial da reforma protestante iniciada por Lutero

 Em 1517, o cenário era o seguinte:

  • A invenção da prensa por Gutenberg na Alemanha
  • Os textos originais da bíblia se tornaram disponíveis
  • Pela primeira vez na história, a bíblia estava disponível para o povo.
  • Os escritos de Agostinho se tornaram disponíveis
  • Johann Tetzel, um frade dominicano começou a angariar fundos através da venda de indulgências para renovação da Basílica de São Pedro

95 teses de Lutero

Cena do Filme Lutero de 2003. 31 de outubro de 1517, marco inicial da Reforma Protestante.

O que Lutero fez com as 95 teses não era um ato de rebeldia. Ele apenas anunciou que queria ter uma discussão com os colegas acadêmicos. Nada foi escrito em tom de acusação. As duas primeiras teses eram a base e as outras 93 seguravam o porquê das duas primeiras serem importantes.

Confira as principais teses:

1ª Tese

Dizendo nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo: Arrependei-vos…., certamente quer que toda a vida dos seus crentes na terra seja contínuo arrependimento.

2ª Tese

E esta expressão não pode e não deve ser interpretada como referindo-se ao sacramento da penitência, isto é, à confissão e satisfação, a cargo do ofício dos sacerdotes.

3ª Tese

Todavia não quer que apenas se entenda o arrependimento interno; o arrependimento interno nem mesmo é arrependimento quando não produz toda sorte de modificações da carne.

Lutero não queria construir outra igreja, Lutero não odiava o Papa. O problema dele era com o abuso do uso das indulgências como angariação de fundos e contra a venda de cargos e não como o caráter apostólico de sacrifício e sinal de arrependimento que ele acreditava ter, que podem ser confirmados observando-se as teses:

71ª Tese

Seja excomungado e maldito quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.

72ª Tese

Seja bendito, porém, quem ficar alerta contra a devassidão e licenciosidade das palavras de um pregador de indulgências.

Confira as 95 teses na íntegra no site Luteranos.

Lutero, mais tarde vem perceber que todo o sistema de indulgência não era bíblico e nem cristão, pois o perfeito trabalho de Cristo limpa o pecado, pela graça e de graça.

Ao final de sua vida, Lutero se torna bem radical em suas visões, tendo o papa como Anticristo.

Filmes recomendados sobre Martinho Lutero e que retratam o marco das 95 teses

Martinho Lutero

Titulo original: Martin Luther

Duração: ~ 105 minutos

Ano de lançamento: 1953

Direção: Irving Pichel

Elenco: John Ruddock | Niall MacGinnis

Assista on line aqui.

Lutero

  • Titulo original: Luther
  • Duração: ~ 112 minutos
  • Ano de lançamento: 2003
  • Direção: Eric A. Stillwell
  • Elenco: Joseph Fiennes | Alfred Molina | Bruno Ganz | Jonathan Firth
  • Assista on line aqui.

 

 

Em 1519, começa a Reforma Protestante na Suíça com Ulrico Zuinglio, em paralelo com Lutero.

Após sua excomungação em 1521, Lutero se torna um radical crítico do Papa, acreditando que o grande adversário da fé cristã teria que ser o supremo representante da igreja, o Papa, que não andava mais segundo a causa do Evangelho, mas sim aos interesses carnais e individuais da instituição da igreja.

Filme recomendado: Os Radicais

99 min – Lançado em 1990. Assista on line aqui.

Em 1530, o imperador Carlos V convoca os seguidores de Lutero para uma reunião. Essa reunião é conhecida pela criação da Confissão de Augsburgo, a confissão usada nas igrejas luteranas até hoje. Felipe Melanchton, professor e colega de Lutero, foi o responsável pela sua escrita e apresentação da profissão de fé luterana.

Em 1534, Henrique VIII rompe com a igreja católica, após receber a recusa do papa do seu pedido de se divorciar de sua primeira esposa, e torna o anglicanismo como religião oficial da Inglaterra.

Em 1536, João Calvino escreve o que é até hoje conhecido como o melhor compêndio teológico de todos os tempos, as Institutas da Religião Cristã.

Curta documentário sobre João Calvino

  • Producão: Citygate Films.
  • Produtor e Diretor: Carolyn McCulley.
  • Diretor de fotografia: Michael J. Hartnett
  • Assista aqui o documentário João Calvino por John Piper

Em 1541, Calvino começa a pregação do ensino do que hoje é conhecido como Teologia Reformada, em Genebra, na Suíça.

Contra reforma – Concílio de Trento (1545 — 1563)

  • O conselho negou a ideia luterana de justificação pela fé. Afirmavam que o ser humano era capaz de se redimir pelas boas obras e pelos sacramentos.
  • Reafirmaram a existência do purgatório e a necessidade de orações e indulgências para reduzir a estadia de alguém.
  • Reafirmaram a crença na transubstanciação e a importância de todos os sacramentos.
  • Acreditavam na autoridade da escritura, mas que a tradição da igreja estava em mesmo nível da escritura.
  • E por fim, reafirmaram a necessidade e a correção do uso de imagens, lembrando ao fato de que deveriam ser cuidadosos. Pois o uso das imagens era útil para honrar e lembrar a vida vivida pelos santos, e não poderia se tornar pura idolatria.
  • A Companhia de Jesus, por Inácio de Loyola. Os jesuítas pregavam a obediência total à doutrina da Igreja, tendo Inácio de Loyola declarado: “Acredito que o branco que eu vejo é negro, se a hierarquia da igreja assim o tiver determinado”.

 

O Mur de la Réformation, O muro da Reforma Protestante em Genebra, imagens dos reformadores Guillaume Farel, João Calvino, Theodore Beza e John Knox

 

1557 – Chegada dos Protestantes ao Brasil

No dia 10 de março de 1557 na baía da Guanabara foi realizado o primeiro culto protestante no Brasil e nas Américas, organizado pelo grupo de  pastores protestantes franceses (huguenotes), Pierre Richier e Guillaume Chartier, Jean de Léryrealizou. Esse grupo compunha a expedição liderada por Nicolas Durand de Villegaignon, que chegou em 1555.

Para saber mais sobre a história dos protestantes no Brasil recomendo a leitura desse artigo aqui.

Em 1560, surgem os puritanos na Inglaterra, tomando a ideia de voltarmos as simples escrituras, tentando viver de forma pura e pia.

Em 1562, após um massacre de protestantes, se iniciam várias guerras de religião.

Em 1564, morre João Calvino e em 1565, morre John Knox, líder do movimento da Reforma na Escócia.

Em 1572, ocorre o massacre conhecido como a noite de São Bartolomeu. 3 mil protestantes são brutamente assassinados.

Em 1598, a guerra termina com o Edito de Nantes na França, em 1598, que concedeu a liberdade de culto aos Huguenotes, outro grupo protestante.

Em 1618 a 1648, Guerra dos católicos e protestantes na Inglaterra (Guerra dos 30 anos).

Em 1685, Luís XIV revogaria este edito na França, expulsando do país os protestantes. Ocasionando a expulsão de 200.000 de huguenotes e novas guerras.

1689: Ata de tolerância na Inglaterra. Fim das perseguições antipuritanas.

1691: Constituição de Massachusetts. Tolerância imposta por Londres em sua colônia.

1738 – John e Charles Wesley se convertem. Isso leva a um avivamento na Inglaterra e a formação da Igreja Metodista que depois chega à América.

Filme Recomendado: Wesley – Um coração transformado pode mudar o mundo

  • Duração: ~ 117 minutos
  • Ano de lançamento: 2009
  • Direção: John Jackman
  • Elenco: Burgess Jenkins | R. Keith Harris | Lloyd Arneach
  • Assista on line aqui.

1787: Edito de tolerância de Luís XVI, que restitui a situação civil para os protestantes. A liberdade religiosa será estabelecida pela Constituição americana.

1906: Rua Azuza em Los Angeles nos EUA início do movimento pentecostal na América.

1910: Em 1910, o Brasil recebeu o pentecostalismo, com a chegada da Congregação Cristã no Brasil (1910) e da Assembléia de Deus (1911).

Filmes históricos que retratam vários períodos da Reforma Protestante

Há vários filmes que retratam o período conturbado da reforma e da contra reforma, indico a visita no blog Filmes Históricos da Lizandra Soave, onde ela contextualiza vários filmes de forma bem didática, acesse aqui pelo link.

Os Cinco Solas da Reforma Protestante

Sola Scriptura

Sola Christus

Sola Gratia

Sola Fide

Soli Deo Gloria

Que todos nós cristãos evangélicos tenhamos consciência de que a Reforma Protestante não teve um fim em si mesma, ela aponta para a Palavra, que é viva e eficaz ainda hoje, que nós possamos sempre estar em reforma, sempre olhando para a Palavra. Vamos seguir um lema dos reformadores:

Ecclesia reformata, semper reformanda

(igreja reformada, sempre se reformando).

II Timóteo 3:16-17

“Toda escritura é dada por inspiração de Deus, e proveitosa para doutrinar, para repreender, para corrigir e para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra.”

Fontes:

Cunha, Carolina. História: 500 anos da Reforma Protestante; entenda seu contexto e desdobramentos. Disponível em: <https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/historia-500-anos-da-reforma-protestante-entenda-seu-contexto-e-desdobramentos.htm> Acesso em 31/10/2017.

Redação Luteranos. 95 teses. Disponível em: http://www.luteranos.com.br/lutero/95_teses.html. Acesso em: 31/10/2017

Matos, A. S. HISTÓRIA DO PROTESTANTISMO NO BRASIL Disponível em: https://maniadehistoria.wordpress.com/historia-do-protestantismo-no-brasil/ Acesso em 31/10/2017

Redação Mundo Estranho. Como surgiram as igrejas protestantes? Disponível em: <https://mundoestranho.abril.com.br/religiao/como-surgiram-as-igrejas-protestantes/> Acesso em 31/10/2017

Redação CAP Ministério Apologético. O Protestantismo no Brasil. Disponível em: http://www.cacp.org.br/o-protestantismo-no-brasil/ Acesso em: 31/10/2017

Sobre o autor | Website

Minha missão é te inspirar a descobrir seu propósito e ter uma carreira e vida feliz através da conexão com Deus, criatividade, foco e técnicas de coaching cristão. Sou formada em coaching profissional pelo Instituto Brasileiro de Coaching, Coaching Vocacional pelo Instituto Maurício Sampaio e Practitioner em PNL pela Actius. Atualizações constantes nos temas de desenvolvimento pessoal e liderança.

Pastor ou Líder de Ministério!

Vamos conversar sobre como resolver os problemas do seu ministério?

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!